"A Música antes de mais nada!"

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

tags

todas as tags

pesquisar

 

arquivos

Setembro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

Para ti...

posts recentes

Tori Amos - 20 anos de ca...

Lucros de álbum de versõe...

Bush - O regresso 10 anos...

The Very Best - INXS

«Lulu» a 31 de Outubro

Lou Reed e Metallica junt...

Sérgio Godinho - Mútuo Co...

Achtung Baby - 20 anos

Kaiser Chiefs - Little Sh...

Arcade Fire - DVD com tem...

The Feeling em anúncios d...

Vídeo e Memorial - Janeir...

Soundgarden ao vivo pela ...

The Strokes - Novo álbum ...

Morreu o cantor Gerry Raf...

Da Weasel - o fim da band...

Anaquim - Concerto a 10 d...

Vídeo e Memorial - Novemb...

Pearl Jam - "Live on Ten ...

The Cars - o regresso!

Klaxons em concerto exclu...

Soundgarden - Telephantas...

Vídeo e Memorial - Setemb...

Dead Combo - DVD ao vivo ...

Annie Lennox - o regresso...

Brandon Flowers a solo

Arcade Fire - 5 de Agosto...

Vídeo e Memorial - Julho/...

Tricky na Casa da Música ...

Xutos & Pontapés - DVD "E...

subscrever feeds

Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

Peter Steele (1962 - 2010)

O vocalista da banda gótica Type O' Negative morreu ontem, dia 14 de Abril. Segundo o teclista da banda, Josh Silver, Peter Steele faleceu após uma paragem cardíaca.

 

 

publicado por Novembro Azul às 15:33
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Scissor Sisters - o regresso

Os Scissor Sisters estão de regresso com o seu terceiro álbum, "Night Work", que é editado dia 28 de Junho. "Night Work" é um álbum dinâmico com um coração enorme e algumas faixas assassinas de dança.

Uma das bandas de maior sucesso no Reino Unido durante a última década, os Scissor Sisters estiveram a trabalhar no duro em estúdios de Londres, das Bahamas e na sua cidade-mãe, Nova Iorque, e estão prontos para dar seguimento ao fenomenal sucesso do seu álbum de 2006 "Ta-Dah". Este álbum ficou em terceiro lugar dos que mais venderam no Reino Unido nesse ano, vendendo mais de um milhão e 400 mil cópias só na Grã-Bretanha, do qual saiu o single "I Don’t Feel Like Dancin", que chegou ao primeiro lugar no Reino Unido.

"Night Work" é um disco de dança mas não é totalmente electrónico. Nele pode ainda ouvir-se o som de uma banda a desbundar junta numa sala de ensaios. "'Night Work' levou-nos de volta àquilo que nós somos. Sente-se que é a nossa quintessência", diz Jake Shears. O álbum será precedido pelo single de avanço "Fire With Fire", dia 20 de Junho. 

Esta foi a primeira vez que os Scissor Sisters trabalharam com outro produtor: recrutaram Stuart Price (The Killers, Madonna) para co-produzir. Esta colaboração fecha um círculo de amizade com Stuart, depois dos Scissor Sisters terem feito as primeiras partes da sua banda Zoot Woman, em 2004, naquela que foi a primeira digressão no Reino Unido dos nova-iorquinos.

Os Scissor Sisters estrearam o novo material, com o qual tiveram uma reacção entusiástica no SXSW, em Austin, Texas, no mês passado. Em poucas horas, imagens do espectáculo apareceram no YouTube e os bloggers festejaram o seu regresso. Tocar ao vivo será uma parte importante da vida da banda em 2010. Durante a digressão de "Ta-Dah", o grupo actuou para mais de cem mil pessoas apenas em Londres, incluindo espectáculos na Trafalgar Square e no O2.     

Alinhamento completo de "Night Work":

Night Work
Whole New Way
Fire With Fire    
Any Which Way
Harder You Get
Running Out
Something Like This
Skin This Cat
Skin Tight       
Sex and Violence
Night Life
Invisible Light

publicado por Novembro Azul às 11:06
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Abril de 2010

Vídeo e Memorial - Abril

No próximo dia 19, os Mão Morta comemoram 25 anos de carreira e editam o seu novo álbum de originais, "Pesadelo em Peluche". 'Novelos de Paixão' é o tema escolhido para o vídeo deste mês.

 

Após 6 anos de interregno, os Smashing Pumpkins estão de regresso. São eles os nossos convidados, deste mês, para o Memorial. Poderia dizer tanta coisa acerca de uma das melhores bandas, mas já disse tudo =)

 

Vídeo e Memorial de Março:

Florence & Machine "Dog Days Are Over"  Bauhaus "Kick In The Eye"

publicado por Novembro Azul às 21:25
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

Mão Morta - "Pesadelo em Peluche"

A celebrar agora 25 anos de carreira, os Mão Morta editam a 19 de Abril o seu novo álbum de originais e o primeiro com selo da Universal Music Portugal, "Pesadelo em Peluche". O álbum tem doze temas, incluindo o primeiro single já a rodar nas rádios, "Novelos da Paixão", e "Como um Vampiro", que conta com a colaboração de Fernando Ribeiro, vocalista dos Moonspell. A apresentação oficial de "Pesadelo em Peluche" está marcada para dia 29 de Abril, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

“PESADELO EM PELUCHE”, por Adolfo Luxúria Canibal:
 
Pesadelo Em Peluche teve como ponto de partida o livro The Atrocity Exhibition (A Feira de Atrocidades), de J. G. Ballard, e a questão aí levantada da nova percepção do real que o panorama mediático e cultural instituído pela moderna comunicação de massas induz no indivíduo. É sobejamente conhecida a anedota do miúdo urbano que se espanta ante a visão de uma galinha viva porque só a figurava depenada e dependurada nos talhos e nos supermercados. Da mesma forma, com o devido reajuste de escala, que traços de personalidade são sulcados no sujeito diariamente exposto às imagens choque de guerras, acidentes, crimes ou catástrofes naturais que enchem os noticiários televisivos, aos paradigmas produzidos pela publicidade na permanente exaltação de objectos quotidianos como o champô, o automóvel, os destinos de férias ou os gadgets tecnológicos, aos mexericos emocionais da vida privada de vedetas televisivas e demais figuras públicas constantemente expostos nas capas das revistas e nos escaparates dos quiosques, aos infindáveis cenários de auto-estradas, engarrafamentos, viadutos, aeroportos e vastos bairros uniformes que lhe marginam as jornadas casa trabalho? Essa matéria visual da cultura mediática e os novos desejos e padrões psíquicos que fomenta constituem o cerne das histórias contidas nas canções e também a premissa para a sua composição, desenvolvida a partir de algumas das matrizes que os últimos 30 anos da história do rock fixaram. Assim, os riffs ou as batidas à maneira de servem para enquadrar narrativas psicóticas onde a pulsão sexual é alimentada por estranhos fetiches e a morte não passa de uma ficção conceptual carregada de encantos obscenos. Como se, perdido o equilíbrio genésico, a vida se transmutasse num perturbante pesadelo de desconcerto numa mente entorpecida pelo peluche do conforto. 

Alinhamento do álbum:

1. Novelos da Paixão
2. Teoria da Conspiração
3. Paisagens Mentais
4. Biblioteca Espectral
5. Tardes de Inverno
6. Como um Vampiro
7. Penitentes Sofredores
8. O Seio Esquerdo de R.P.
9. Fazer de Morto
10. Metalcarne
11. Estância Balnear
12. Tiago Capitão

 

publicado por Novembro Azul às 14:38
link do post | comentar | favorito